Uma Breve História do Western.


O western é o gênero mais completo e cultuado da sétima arte que remete o início das fundamentações políticas, sociais e culturais dos Estados Unidos como uma nação.

A primeira obra conhecida do gênero foi o filme ''Kit Carson'' mas foi o filme ''O Grande Roubo do Trem'' (The Great Train Robbery) de 1907 que selou o gênero nos anais da história do cinema, este filme não é só um marco do western mas também é um marco do cinema mundial, pois foi este filme que provou que o cinema poderia ser uma nova forma de arte. O filme foi dirigido por Edwin S. Porter (1870 - 1941) que antes de se tornar o pioneiro da sétima arte, foi operador de câmera de Thomas Edson (1847 - 1931) que foi quem inventou o cinetógrafo, a primeira câmera cinematográfica bem sucedida e funcional. Assim o gênero evoluiu e grandes obras-primas foram feitas, a primeira foi o filme da era do cinema mudo ''Vento e Areia'' (The Wind , 1928) dirigido pelo  pai do cinema sueco, o genial Victor Sjöström (1879 - 1960). A época de ouro do Western nos EUA começou ao final dos anos 1930, e durou até o final dos anos 1950.
      
O filme que definiu e popularizou o gênero foi a primeira obra-prima de John Ford (1894 - 1973), ''Nos Tempos das Diligências'' (Stagecoach, 1939) que trazia o jovem e desconhecido John Wayne (1907 - 1979), o transformando num astro internacional. Este filme foi o primeiro que John Ford gravou no Monument Valley, uma reserva ambiental dos índios Navajo. Depois disto, John Wayne firmou uma amizade e uma colaboração profissional com John Ford que duraria 50 anos, foram os filmes do cineasta, que era um fervoroso defensor do estilo de vida norte-americano, que fizeram de John Wayne uma lenda nos EUA, um ícone cultuado por milhares de estadunidenses até os dias atuais, os principais westerns que realizaram juntos foram as obras-primas do gênero ''Rastros de Ódio'' (The Searchers, 1956), ''Rio Grande'' (1950), ''O Homem que Matou Fascínora'' (The Man Who Shot Liberty Valance, 1962), ''Nos Tempos das Diligências'' (Stagecoach, 1939), ''Sangue de Herói'' (Fort Apache, 1948) e ''Legião Invencível'' (She Wore a Yellow Ribbon, 1948).

O western teve uma parcela significativa na construção de ideologias políticas e sociais que ajudaram a fundamentar os EUA como uma nação, o filme ''Matar ou Morrer'' de 1957 por exemplo, dirigido por Fred Zinnemann (1907-1997) faz uma alegoria ao papel dos cidadãos estadunidenses para a construção de uma sociedade mais justa e comunitária, ele remete às ideologias democratas no qual os EUA diz manter todas as suas bases, um filme que até hoje é muito importante na doutrinação dos espíritos dos cidadãos estadunidenses para com seu país, algo polêmico e repudiado por outras ideologias políticas que também moldam os EUA, como o partido dos conservadores, este filme é tão importante para o partido liberal-democrata, que os seus integrantes depositaram uma cópia de ''Matar ou Morrer'' numa cápsula do tempo que é para ser aberta no ano 2213.

É impossível falar do gênero e não citar outro ícone norte-americano, o versátil e lendário diretor Howard Hawks (1896 - 1977), seus Westerns eram mais críticos e humanos, indo na contra mão do que fazia John Ford, Howard Hawks não se utilizava de melodramas para contar suas estórias e era bem sugestivo ao passar nos seus filmes a mensagem de que os primórdios da civilização estadunidense não foram tão nobres assim, ele desmistificava a imagem do ''cowboy'' heroico e politicamente correto. John Wayne também firmou uma parceria com Howard Hawks que rendeu cinco filmes. Em sua época ele era considerado um vulto, um cineasta renegado, em uma crítica mais ácida do famoso crítico de cinema da época Leonard Maltin, em um tom de revolta pela a negação da obra de Howard Hawks pelo público e pelo o meio cinematográfico, ele disse que Hawks era "o maior realizador americano cujo nome não é a marca de um electrodoméstico". Seus principais Westerns foram: ''Onde Começa o Inferno'' (Rio Bravo, 1959), ''Rio Lobo'' (1970), ''El Dorado'' (1966) e ''Rio Vermelho'' (Red River, 1948). Todos estes filmes foram estrelados por John Wayne.

O Western foi um gênero que soube dissecar de uma forma muito objetiva a corrida pelo ouro que remetia um período antes e durante a guerra civil norte-americana, que firmou a ideia de que os EUA era a terra das oportunidades, muitos eram os serviços disponíveis para àqueles que sabiam empunhar uma arma e usa-la sem remorso, pessoas estas que buscavam a fortuna através de meios convencionais ou não tão convencionais. Os pioneiros lutavam e tentavam se adaptar ao progresso acelerado e selvagem que iniciavam guerras classicistas entre ricos e pobres, índios e governo, nativos e invasores, a única autoridade desta época era a força bélica, fosse ela dos foras-da-lei ou dos que faziam e defendiam as leis, este foi o momento histórico em que se formou uma cultura que é vivida até hoje nos EUA, a cultura das armas. Alguns Westerns que falam de uma forma genial sobre tudo isso, são: ''Quando os Homens são Homens'' (McCabe and Mrs. Miller, 1971) dirigido por Robert Altman (1925 - 2006), ''Paixão dos Fortes'' (My Darling Clementine, 1946) dirigido por John Ford (1894 - 1973), Os Imperdoáveis (Unforgiven, 1992) dirigido por Clint Eastwood (1930-), ''Winchester '73'' (1950) dirigido por Anthony Mann (1906 - 1967), ''Era uma Vez no Oeste'' (C'era una volta il West, 1968), ''Por Um Punhado de Dólares'' (Per un pugno di dollari, 1964), ''Por Uns Dólares a Mais'' (Per qualche dollaro in più, 1965), Três Homens em Conflito (Il buono, il brutto, il cattivo, 1968) dirigidos por Sergio Leoni (1929 - 1989), ''Pequeno Grande Homem'' (Little Big Man, 1970) dirigido por Arthur Penn (1922 - 2010), ''O Tesouro de Sierra Madre'' (The Treasure of the Sierra Madre, 1948) dirigido por John Huston (1906 - 1987), ''Meu Ódio Será Sua Herança'' (The Wild Bunch, 1969) dirigido por Sam Peckinpah (1925 - 1984), ''Johnny Guitar'' (1954) dirigido por Nicolas Ray (1911 - 1979), ''Os Brutos Também Amam'' (Shane, 1953) dirigido por George Stevens (1904 - 1975), ''Mais Forte que A Vingança'' (Jeremiah Johnson, 1972) dirigido por Sydney Pollack (1934–2008), ''Dança com Lobos'' (Dances with Wolves, 1990) dirigido por Kevin Costner (1955-). Estes filmes são obras-primas atemporais e muito importantes para o cinema como um todo.
O Western e a Música:

O Western é um dos poucos gêneros do cinema que a trilha sonora é uma simbiose perfeita com a estória que está sendo contada, vários foram os compositores que ajudaram a eternizar o gênero com suas músicas épicas, citarei os mais famosos compositores e maestros e suas trilhas inesquecíveis: Dimitri Tiomkin (1894 - 1979) foi o grande compositor norte-americano do gênero. Suas principais composições foram nos filmes ''O Galante Aventureiro'' (The Westerner, 1940), ''Duelo ao Sol'' (Duel in the Sun, 1946), ''Matar Ou Morrer'' (High Noon, 1952), ''Sem Lei e Sem Alma'' (Gunfight at the O.K. Curral, 1957) e ''Duelo de Titãs'' (Last Train from Gun Hill, 1959), Tiomkin também compôs uma das mais emblemáticas trilhas do gênero para a série de TV ''Rawhide''. O principal compositor e maestro europeu a compor músicas para o gênero é Ennio Morricone (1928-), suas composições mais conhecidas são nas obras do cineasta Sergio Leone nos filmes ''Por um Punhado de Dólares'' (1964), ''Por Uns Dólares a Mais'' (1965), ''Três Homens em Conflito'' (1966) e ''Era uma Vez no Oeste (1968)'', seu nome também poder ser visto no recente ''Django Livre (Django Unchained , 2012) dirigido por Quentin Tarantino.
                    
Introdução do filme ''Matar Ou Morrer'' (High Noon, 1952), com a música de Dimitri Tiomkin:



Ennio Morricone - Ecstasy of Gold - ''Três Homens em Conflito'' (1966) :



Westerns Spaghettis.

Eram filmes produzidos na Europa mais especificamente na Itália e Espanha, eles pegavam carona no sucesso do gênero que estava em baixa nos EUA no final dos anos 1960, o elenco destes filmes eram compostos por artistas das mais variadas nacionalidades, o western spaghetti era considerado um subgênero do western até a trilogia dos dólares do diretor Sergio Leoni, depois disso, ele se tornou um gênero. O Western Spaghetti ou o Euro Western deu uma nova roupagem ao gênero, a intenção era divertir, produzindo filmes estilosos com personagens caricatos,  muita ação frenética e exagerada recheadas de violência gráfica e críticas sociais e políticas. As obras máximas que são as mais conhecidas deste genial gênero são: ''O Vingador Silencioso'' (Sergio Corbucci, 1968), ''O Dia da Ira'' (Tonino Valerii, 1967), ''Três Homens em Conflito'' (Sergio Leoni, 1966), ''Por uns Dólares a Mais'' (Sergio Leoni, 1965), ''Por um Punhado de Dólares'' (Sergio Leoni, 1964), ''A Morte Anda à Cavalo'' (Giulio Petroni, 1967), ''Era uma Vez no Oeste'' (Sergio Leoni, 1968), ''Django'' (Sergio Corbucci, 1966), ''Os Violentos Vão Para o Inferno'' (Sergio Corbucci, 1968), ''Meu Nome é Ninguém'' (Tonino Valerii, 1973), ''Keoma'' (Enzo G. Castellari, 1976).

Mais de 600 filmes neste formato foram feitos entre os anos 1963 e 1977 e os principais e mais cultuados diretores deste gênero são: Sergio Leoni (1929 - 1989), Sergio Corbucci (1926 - 1990), Enzo G. Castellari (1938-), Tonino Valerii (1934-), Gianfranco Parolini (1930-), Sergio Solima (1921-), Romolo Guerrieri (1931-) e Damiano Damiani (1922-).

Recentemente alguns cineastas contemporâneos realizaram obras homenageando o western spaghetti, Takashi Miike realizou o excelente ''Sukiyaki Western Django'' (2007), homenageando o filme de Sergio Corbucci ''Django'', o cineasta  Jee-woon Kim realizou o ótimo ''Os Invencíveis'' (2008) homenageando o filme de Sergio Leoni ''Três Homens em Conflito'' e Quentin Tarantino concebeu ''Django Livre'' (2012) homenageando vários dos clássicos neste formato.


OBS: Este pequeno e informal artigo remete apenas alguns dos principais filmes e profissionais do gênero, a cultura do western é muito mais ampla e complexa. Obrigado por ler!
Share on Google Plus

About leandro godoy

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário