Os Apelativos Filmes Baseados nos Personagens da DC Comics.

Nestes últimos anos os filmes baseados nos quadrinhos da DC Comics se transformaram descaradamente em fachadas para se propagar ideologias pró-bélicas. Os EUA está novamente mergulhado numa guerra onde a incompetência e o desespero para encontrar e controlar novas formas de recursos naturais e se manter no patamar da maior potência econômica mundial, levou novamente o governo desta nação, a dizimar milhares de vidas desta nova geração e a gastar bilhões de dólares em plena crise econômica em uma guerra sem sentido. Nisto a opinião popular massacrou o governo Bush e depositou suas esperanças de um futuro melhor, mais humano e competente no presidente Obama. Só que as fichas foram mal apostadas por ele demostrar ser um homem mesquinho, déspota e inescrupuloso fantasiado de justiceiro.

Nisto, os filmes sobre super-heróis da DC se transformaram em uma nova esperança de propaganda pró-governo Obama, eles são o santo Grall da lavagem cerebral e o visionário que conseguiu enxergar isto é um gênio sem precedentes, Christopher Nolan que o diga. A última trilogia do Homem Morcego é uma ode ao estilo de vida norte-americano, e o Batman deixou de ser o vigilante psicótico dos quadrinhos que anda na linha tênue  da loucura e da sanidade para se transformar num bom moço, um barão da industria bélica com um rígido senso moralista e conservador, um ferrenho cavaleiro defensor do estilo de vida burguês estadunidense. 

O que mais me impressionou na trilogia do Cavaleiro das Trevas concebida por Christopher Nolan foi a caracterização dos vilões que são verdadeiros sociopatas em busca da destruição total da ordem vigente estabelecida pelo establishment. Os filmes passam a ideia de que as pessoas devem seguir os padrões sociais e culturais proporcionados pelas classes dominantes e os que não concordam com esta ordem não passam de lunáticos, qualquer manifestação ideológica que vá na contra mão desta ordem pré-estabelecida é concebida por  terroristas e não por algum cidadão comum.

Coringa e Bane são os agentes do caos que colocam fogo em dinheiro, destroem bancos, carceram os representantes da classe dominante e os julgam por seus pecados, querem construir uma nova ordem social, uma sociedade livre das opressões do governo e do capitalismo selvagem, mas eles são líderes psicopatas que querem implantar a anarquia, que é uma ideologia que tem o seu conceito totalmente deturpado e pervertido por estes filmes, eles transmitem a ideia de que a anarquia tem as suas bases ideológicas no terrorismo, algo que é totalmente absurdo. Christopher Nolan perverteu até o ''Conto das Duas Cidades'' de Charles Dickes para dar credibilidade nas ações infames do Cavaleiro das Trevas, como aparentemente dar a vida para salvar a cidade de Gotham City.


Christopher Nolan auxiliou o roteirista David S. Goyer no novo filme do Superman, Man of Steel. Neste filme o canônico cultural do homem de aço é pervertido e transformado em algo malicioso afim de se propagar esta linha sociológica voltada para o belicismo. Os fãs do personagem acompanharam a deturpação vergonhosa do maior ícone da cultura pop proporcionada pela a indústria cinematográfica, com a desculpa de traze-lo para os novos tempos. O grande diferencial deste personagem nas HQ´s é a sua aversão pelos princípios dos governos humanos.

O Superman é o defensor da humanidade de si mesma, ele é o cidadão do mundo, a última esperança, o marco zero. No filme ele defende princípios que nos quadrinhos ele repudia, neste filme Superman é o cidadão dos EUA, o defensor do ideal capitalista e dos interesses estadunidenses em que mais uma vez um super-herói protege os EUA de uma invasão alienígena hostil que pretende conquistar o país para depois conquistar o mundo, passando a mensagem de que os EUA é a delegacia do planeta Terra, são eles que regem as leis e colocam a ordem.

A apologia ao cristianismo visando o clamor popular é algo aterrador, nestes filmes os super-heróis sempre tomam algum tipo de atitude que lembra diretamente Jesus Cristo e no filme do Superman, ele é diretamente ligado ao personagem, como se Superman fosse o messias profetizado pelas sagradas escrituras judáicas.


Há várias outras menções que dariam para colocar aqui neste artigo, se vocês se atentarem para todas as mensagens neste sentido vocês verão diversas e se você se deixar influenciar por elas, os EUA serão para você a terra prometida, e as ideologias e aspirações que lá existem serão a roda dentada de sua vida e vocês defenderão isto com unhas e dentes, se esquecendo de sua própria cultura, povo e nação.

Obs: Este artigo expressa a opinião particular de quem o escreveu e não é uma idéia verdadeira ou suprema, é apenas uma nova forma de se ver e interpretar estes filmes. Obrigado por ler!



Sobre o autor:

Leandro Godoy é o criador, editor chefe e escritor do site Cinema e Fúria. Gosto dos mais malucos exploitations, aos cultuados filmes de arte até ao mainstream do cinemão pipoca. Meus outros interesses são: odontologia, literatura e música.


Share on Google Plus

About leandro godoy

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário