Relatos Selvagens (Damián Szifron, 2014)



TRAILER: 




Diretor: Damián Szifron
Gênero: Drama, Comédia
País: Argentina

Sinopse: Diante de uma realidade crua e imprevisível, os personagens deste filme caminham sobre a linha tênue que separa a civilização da barbárie. Uma traição amorosa, o retorno do passado, uma tragédia ou mesmo a violência de um pequeno detalhe cotidiano são capazes de empurrar estes personagens para um lugar fora de controle.

Análise:

Relatos Selvagens é o novo filme do diretor argentino Damián Szifron que com esta obra, marca o seu nome na hegemonia do prolífero território da cultura cinematográfica argentina. Este filme possui uma atmosfera escatológica que combinada com um hiper-realismo cômico extraordinário, faz dele um dos melhores filmes de humor negro feito em terras latinas americanas nos últimos tempos.

São cinco histórias muito bem escritas e dirigidas por Damián Szifron, onde nenhuma se sobressai em termos narrativos sobre a outra, apenas são contadas de forma diferente não exagerando aquilo que é proposto pela trama. O roteiro muito bem articulado é composto por várias subjetividades que interpõe a vida mundana da nossa sociedade como um todo, algo que é quase empírico em todo cinema argentino, que para o bem de toda arte cinematográfica mundial, ainda acredita que para um filme ser sucesso de público não precisa de modismos desvirtuados e clichês saturados, algo comum no cinema latino americano. Suas obras despertam as mais variadas silhuetas do cerne dos nossos sentimentos como indivíduos.


A mecânica narrativa do filme é o que há de mais extraordinário, nos fazendo entrar de forma visceral na dinâmica das histórias que estão sendo contadas, é impossível não sentir a energia que exala dos poros desta obra que de forma magnifica conduz as personagens em desfechos improváveis em situações completamente inusitadas, transcendendo o realismo da vida cotidiana que todos nós estamos inseridos.

O humor negro do filme é muito bem trabalhado não rompendo a linha tênue que há entre tragédia e comédia mas a conduzindo de forma magistral. O segredo das tramas do filme é algo que deve-se manter para não romper os mais variados sentimentos trazidos por elas, o mistério é a grande artimanha do diretor para desfrutar ao máximo sua obra, por isso, não serei eu um estraga prazeres.

O elenco do filme conta com os mais talentosos atores argentinos contemporâneos, como: Ricardo Darín, Darío Grandinetti, Érica Rivas, Julieta Zylberberg e Leonardo Sbaraglia. E com os veteranos Osmar Núñez e Rita Cortese.

Seja você quem for, de uma forma ou de outra, irá se identificar com alguma história deste filme.


Sobre o autor:

Leandro Godoy é o criador, editor chefe e escritor do site Cinema e Fúria. Também é escritor do site Obvious e La Parola. Gosto dos mais malucos exploitations, aos cultuados filmes de arte até ao mainstream do cinemão pipoca. Meus outros interesses são: odontologia, literatura e música.
Share on Google Plus

About leandro godoy

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário